Gente que elogiou bastante o que venho fazendo aqui no blog e pediu minha opinião sobre diversos assuntos.

Oi, gente! Tudo bem com vocês? Já fizeram algum arremate em 2019 ou ainda estão estudando o mercado? Começo de ano é uma época boa para planejar os investimentos. E também para colocar as tarefas em dia! Eu, por exemplo, me atrapalhei um pouco em responder as perguntas que chegam aqui no blog. São muitas dúvidas sobre leilão e não tive tempo de ajudar a todos os leitores. Prometo que vou zerar esta lista de perguntas em breve. Se você ainda não recebeu sua resposta, fique tranquilo que logo ela chegará aí no seu e-mail!

Por outro lado, conversei com muitos leitores em 2018. Gente que elogiou bastante o que venho fazendo aqui no blog e pediu minha opinião sobre diversos assuntos. Eu decidi publicar algumas perguntas e respostas para que todos vocês aprendam também. Infelizmente, nessa correria, não consegui pedir aos leitores a autorização para divulgar os nomes deles aqui. O que vocês vão ler agora são questões reais que chegaram até mim nos últimos meses, porém, manterei os remetentes no anonimato!

Dúvidas sobre leilão: escolher um advogado!

Pergunta: Uma dúvida que tive lendo o seu artigo “Aprenda a Escolher um Advogado” foi como funciona exatamente a contratação deste profissional. Entendi que, geralmente, ele cobra 5% do valor do arremate. Porém, imagine que me interessei por 10 imóveis em um leilão no qual pretendo arrematar apenas 1. O advogado vai analisar todos estes imóveis e, se por acaso, eu não arrematar nada, ele também não cobrará seus honorários? Trabalhará de graça?

Resposta: Quando se localiza o imóvel de interesse, o advogado fará uma análise prévia da documentação referente ao leilão. Ele irá checar o processo, descobrir qual tipo de ação originou o leilão e se existem problemas processuais. Se você arrematar o imóvel, seu advogado continuará acompanhando o caso até a imissão de posse.  Na média, os honorários são de 5% ou 6%, mas há casos de até 10%. Depende do acordo que você fizer com o profissional. E sim, ele pode analisar vários imóveis e acabar não recebendo nenhum centavo. O pagamento é sempre sobre o sucesso. É feito, geralmente, em duas parcelas de 50%, sendo uma na arrematação e outra na imissão de posse.

Dúvidas sobre leilão: o valor das parcelas!

Pergunta: Vou adquirir um apartamento e tenho dúvida de como calcular aproximadamente o valor das parcelas. Podes me ajudar? Valor de arremate: R$ 230.000,00. Vou dar uma entrada de R$ 50.000,00. O edital permite que parcele o restante em 60 vezes, assim restam R$ 180.000,00 em 60 parcelas de R$ 3.000,00. Cada parcela será acrescida de juros equivalentes SELIC, acumulada mensalmente, calculados a partir da data da arrematação até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% relativamente ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado. Parcela 3.000,00 + SELIC acumulada mensalmente + 1% Como posso calcular de forma aproximada a SELIC acumulada mensalmente?

Resposta: É um pouco difícil responder, pois seria necessário analisar o edital com cuidado. Porém, em termos gerais com base no que você questiona, existe a presença da taxa Selic no cálculo, e esta é uma taxa sempre futura, com alterações que ocorrem regularmente. Simplesmente como exemplo, se tivéssemos uma taxa Selic mensal de 0,4%, o seu cálculo seria:

1º mês: R$ 3000,00 + (0,4% de R$ 3000,00) = R$ 3012,00

2º mês: R$ 3012,00 + (0,4% de R$ 3012,00) = R$ 3024,05

3º mês: R$ 3024,05 + (0,4% de R$ 3024,05)... e por aí vai.

Teria ainda que considerar o 1% que você comenta, que não ficou claro de que forma seria calculado. Por que você não tenta montar este cálculo em uma planilha do Excel, com fórmulas? Caso você não saiba como fazer, peça ajuda a um amigo que saiba, pois não é complicado.

Dúvidas sobre leilão: localização geográfica!

Pergunta: Com relação ao seu post sobre segredos do mercado imobiliário, você faz referência a estudar sobre quais os melhores bairros e tipos de imóvel. Poderia dar uma dica de onde consigo material para me aprofundar sobre esta questão? Qual melhor bairro, proximidades, o que devo evitar, a questão da liquidez. Imagino que São Paulo seja seu local de maior atuação devido as oportunidades.

Resposta: Quando eu recomendo estudar sobre os bairros, tipos de imóveis, eu quero dizer que é importante você estar por dentro do preço médio do metro quadrado nos bairros de São Paulo ou dos locais de seu interesse. Sabe aquelas "dicas de corretor de imóveis"? Pois é... talvez se você trocar uma ideia com algum corretor, ele possa te ajudar com informações preciosas. É sempre bom estar de olho nos imóveis disponíveis, na oscilação dos valores de metro quadrado, ter relacionamento com algum corretor ou imobiliária, enfim... de algum modo é importante estar inserido neste mercado, para que tudo não se torne uma aventura. No meu ebook, eu dou algumas dicas sobre como investir em leilões de imóveis. E se você estiver de olho em algum imóvel e quiser saber se terá algum lucro ou não, você pode usar o Simulador de Leilão. Também dê uma olhada no site do CRECI, repleto de artigos interessantes.

Dúvidas sobre leilão: herdeiros!

Pergunta: Escrevo para falar de um imóvel, devidamente desembaraçado, onde há dois herdeiros, e o inventariante está arcando com as despesas do imóvel que está com taxas condominiais pagas em dia. Se apenas um dos herdeiros quiser, pode colocar o bem em leilão? E como é feita a avaliação para leiloar este bem?

Resposta: No caso de um Leilão Judicial, é necessário que ocorra uma execução com consequente penhora do bem. E depois, prossegue para leilão conforme determinação do juiz. Eu não conheço caso de leilão na sua situação, mas você pode legalmente vender a parte que lhe pertence.

Dúvidas sobre leilão: a Leila Explica tudo!

Perceberam que há muitas dúvidas sobre leilão e que, geralmente, elas abordam situações que podem se repetir com muitos leitores, né? Bom, pessoal, espero que estejam aproveitando bem as informações que trago nos meus artigos. Como eu disse lá no primeiro parágrafo, está difícil gerenciar meu tempo. Por isso, vou dar uma paradinha aqui no blog. Coisa rápida! Volto logo com muitas dicas para todos vocês, compradores e investidores que fazem do leilão de imóveis um mercado de sucesso no Brasil!

Beijos e até breve!